Um Velório Alegre

Um Vel rio Alegre Inspetor e Declarante Crime suposto E de como um triste vel rio se pode tornar uma farra recambolesca DN Contos Digitais

  • Title: Um Velório Alegre
  • Author: Mário Zambujal
  • ISBN: 9789898507327
  • Page: 109
  • Format: ebook
  • Inspetor e Declarante Crime suposto E de como um triste vel rio se pode tornar uma farra recambolesca DN Contos Digitais, 25

    • [E-Book] Ö Unlimited ☆ Um Velório Alegre : by Mário Zambujal Ã
      Mário Zambujal

    About Author

    1. Jornalista e escritor portugu s, nascido em 1936, trabalhou na televis o e em jornais como A Bola, Di rio de Lisboa e Di rio de Not cias, em especial na rea do desporto Publicou tr s livros de fic o Cr nica dos Bons Malandros, em 1980, que teve grande sucesso e deu origem a uma longa metragem de Fernando Lopes Hist rias do Fim da Rua, em 1983 e Noite Logo se V , em 1986 Fonte wook authors detail id AUTORNasceu em Moura, Alentejo, em Mar o de 1936 e iniciou a sua actividade nos jornais, ainda adolescente, no seman rio sat rico Os Rid culos Como jornalista profissional, foi redactor de A Bola e de O Jornal, chefe de redac o de O S culo e do Di rio de Not cias, director adjunto do Record, director do Mundo Desportivo e Tal Qual, director fundador do Sete.Da imprensa escrita passou para a RTP onde criou, dirigiu e apresentou programas diversos Nos dom nios da fic o, escreveu para r dio, teatro, televis o e publica es v rias Em 1980 lan ou o seu primeiro livro Cr nica dos Bons Malandros, tamb m adaptado ao cinema, e desde ent o tem publicado in meras obras.

      Reply

    Um Velório Alegre Comment

    1. Antes de mais, este conto pertence ao livro Primeiro as Senhoras e n o Primeiro as Mulheres, como vem referido no final do conto , e ao ler a sinopse deste livro ap s a leitura do conto fico com a sensa o que foi retirado um peda o do livro e que o conto tem continua o no mesmo.O conto basicamente um depoimento do dono de um bar a um inspetor, ap s ter sido atacado por um grupo de rufias O relato inclui tamb m um mal entendido relacionado com um vel rio, que pouco parece contribuir para o desenl [...]


    2. Um conto que consiste no depoimento de um senhor ao inspector O depoente fala tanto que o inspector n o chega a ter que perguntar nada Seguimos a hist ria toda do que lhe aconteceu, cheia de rodeios e mal entendidos, e no fim o conto acaba, sem n s percebermos exactamente o que se concluiu com a investiga o, ou sequer com o conto em si A escrita e o humor n o est o mal, mas tamb m n o s o uma maravilha que justifique por si s a leitura No entanto talvez experimentasse ler outra obra do autor.Os [...]


    3. Gostei bastante deste conto Escrito na primeira pessoa, o autor descreve, numa hist ria simples e divertida, um conjunto de situa es e ocorr ncias que surgem em consequ ncia de um engano A escrita flu da e agrad vel, captando a nossa aten o divertido, lemos de uma ponta outra com um sorriso nos l bios Final em aberto, o que nos deixa curiosos para saber qual o desfecho de algumas situa es.


    4. Este conto o depoimento de um dono de um bar a um inspector, que inclui a agress o mas tamb m v rios mal entendidos, um dos quais relacionado com um vel rio Gostei do tipo de escrita e um tom mais humor stico, no entanto senti que o conto terminou um pouco abruptamente.Mas fica a vontade de ler mais de M rio Zambujal.


    5. Uma hist ria que n o me cativou, apesar de bem escrita N o compreendi o prop sito do conto, se era contar o que tinha acontecido no sequestro do narrador ou se era contar o sucedido no vel rio do defunto errado


    6. Um mal entendido com laivos de humor negro S pena que um dos enredos da hist ria n o tenha conclus o satisfat ria para a curiosidade que criou se essa ponta ficasse atada, teria gostado mais.


    7. L se, n o interessa por a al m nem desinteressa P ozinho sem sal como se costuma dizer Mas, definitivamente, n o chamou a minha aten o para ler algo mais deste escritor.





    8. Bastante alegre mesmo, gostei da escrita, dos nomes das personagens, do ferplei e do u squi Fiquei com curiosidade para ler o livro onde se insere este conto.



    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *